letra de mão


kit + calendário
janeiro 22, 2014, 1:59 pm
Arquivado em: lançamento

Extra-extra! Quem comprar o kit Letra de mão (Dia quinze), leva de brinde o calendário 2014 da Entrelinha.
Encomendas pelo email: letrademao@entrelinha.art.br
Valor do kit: R$ 20,00

foto



Presente que aproxima
novembro 25, 2013, 12:04 am
Arquivado em: lançamento | Tags: , , , , , , , ,

image



novo kit: dia quinze
setembro 17, 2013, 9:17 pm
Arquivado em: lançamento | Tags: , , , , , ,

4bx

O novo kit do Letra de mão chegou da gráfica! Nesta edição, além dos 10 cartões com o verso em branco – para que você escreva para alguém querido – temos também um cartão que contém um miniconto (dia quinze).

1bx

3bx

Como comprar

Basta encomendar diretamente pelo email: letrademao@entrelinha.art.br

O valores

1 kit = R$ 20,00 + taxa de correio

Taxa de correio para:

• 1 kit = R$ 5,00

• 2 kits = R$ 8,00

• 3 kits = R$ 10,00

Características técnicas

Cada kit contém, numa pastinha:

• 10 cartões estampados por fora e branco por dentro. São dez estampas diferentes.
• dimensões do cartão:  9,5 x 9,5 cm, fechado. Quando aberto, 19 x 9,5 cm.
• 10 envelopes brancos de 10 x 10 cm.

O kit vem embalado numa caixa muito charmosa.

Faça o seu pedido.



novo kit saindo da gráfica!
agosto 28, 2013, 2:51 pm
Arquivado em: lançamento

O novo kit Letra de mão vem com 11 cartões e um deles possui o miniconto Dia quinze.

capinha

Screen shot 2013-08-28 at 11.36.57



à moda antiga
setembro 4, 2012, 2:55 pm
Arquivado em: lançamento

Saiu uma matéria sobre o projeto Letra de mão na revista Computer Arts desse mês. Veja abaixo algumas imagens.

Capa da revista Computer Arts e embalagem do Letra de mão

Matéria do Letra de mão saiu na seção Arte Final, que fala sobre as criações de designers

Pra ler de pertinho



a mão ativa o cérebro
julho 13, 2012, 9:15 pm
Arquivado em: lançamento

O texto abaixo é de autoria de Luís Guilherme Barrucho e foi publicado no site Educar para crescer, da Editora Abril, em 04/08/2011 e nos foi enviado oportunamente por Karla Vidal, da Pipa Comunicação. Obrigada, Karla!

————

A mão ativa o cérebro

A palavra escrita no papel está ameaçada de extinção pelo computador – e isso pode não ser bom para o ensino

O momento em que o homem começou a expressar-se por meio da escrita, gravando caracteres em tabletas de argila há cerca de 5.000 anos, marca o fim da pré-história e a pedra fundamental das civilizações tal como as conhecemos hoje. Mas a maneira como desde então a humanidade vem perpetuando sua memória e transmitindo conhecimento de uma geração para outra pode virar peça de museu. Na semana passada, uma decisão tomada nos Estados Unidos veio reforçar essa ideia que tanto atormenta os (cada vez mais raros) entusiastas do lápis e do papel. Em ato inédito, o governo do estado de Indiana desobrigou as escolas de ensinar a escrita cursiva (aquela em que as letras são emendadas umas nas outras) e recomendou que elas passassem a dedicar-se mais à digitação em teclados de computador – decisão que deve ser acompanhada por outros quarenta estados seguidores do mesmo currículo. Oficializa-se com isso algo que, na prática, já se percebe de forma acentuada, inclusive no Brasil. Diz a VEJA o especialista americano Mark Warschauer, professor da Universidade da Califórnia: “Ter destreza no computador tornou-se um bem infinitamente mais valioso do que produzir uma boa letra”.

Ninguém de bom-senso discorda disso. Um conjunto recente de pesquisas na área da neurociência, no entanto, sugere uma reflexão acerca dos efeitos devastadores do computador sobre a tradição da escrita em papel. Por meio da observação do cérebro de crianças e adultos, verificou-se de forma bastante clara que a escrita de próprio punho provoca uma atividade significativamente mais intensa que a da digitação na região dedicada ao processamento das informações armazenadas na memória (o córtex pré-frontal), o que tem conexão direta com a elaboração e a expressão de ideias. Está provado também que o ato de escrever desencadeia ligações entre os neurônios naquela parte do cérebro que faz o reconhecimento visual das palavras, contribuindo assim para a fluidez na leitura. Com a digitação, essa área fica inativa. “Pelas habilidades que requer, o exercício da escrita manual é mais sofisticado, por isso põe o cérebro para trabalhar com mais vigor”, explica a neurocientista Elvira Souza Lima, especialista em desenvolvimento humano. Isso só vem reforçar a complexidade do problema sobre o qual as escolas estão hoje debruçadas.

Na Antiguidade, os egípcios tinham nas letras um objeto sagrado, inventado pelos deuses. Sinônimo de status, a caligrafia irretocável foi por séculos na China um pré-requisito para ingressar na prestigiada carreira pública. No Brasil, a caligrafia constava entre as habilidades avaliadas nos exames de admissão do antigo ginásio até a década de 70, e era ensinada com esmero na sala de aula. O hábito da escrita vem caindo em desuso à medida que o computador – cujo primeiro chip foi traçado pelo americano Gordon Moore de posse de um velho lápis – se dissemina. Até aqui, foi a palavra eternizada em papel (ou pedra, pergaminho, papiro) que se encarregou de registrar a história da humanidade, não raro em garranchos deixados por seus protagonistas. O computador traz uma nova dimensão à aquisição de conhecimento e à interação entre as gerações que chegam aos bancos escolares. Para elas, escrever a mão corre o risco de se tornar apenas mais um registro do passado guardado em arquivo digital.

—————-

O Letra de mão surge pelo desejo de reforçar uma relação mais pessoal e afetiva entre as pessoas – basta lembrar como é gostoso escrever uma mensagem e o quanto dá prazer receber uma carta escrita à mão. Inspire-se!

https://www.facebook.com/LetraDeMao?sk=app_205445586136536



obrigada!
julho 2, 2012, 1:06 pm
Arquivado em: lançamento

os três kits: pássaros, quimonos e tipografia.

Obrigada à todos que foram nos prestigiar no lançamento, Aline e eu adoramos receber todos vocês no sábado! E que nossos cartões circulem com as mais belas palavras escritas à mão. Um grande beijo!




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.